4 hectares recebem Projeto de Irrigação por aspersão e gotejamento em Artur Nogueira

A PRO- DUTO Irrigação concluiu neste último mês de Novembro, no município de Artur Nogueira no interior do Estado de São Paulo, mais uma etapa de um projeto de irrigação por aspersão e gotejamento.

Ao todo o projeto está dimensionado para uma área de 4 hectares de “agrofloresta”, um tipo de cultivo orgânico que mistura hortaliças e árvores frutíferas.

O projeto se iniciou em novembro de 2017 com a visita técnica da equipe da PRO- DUTO Irrigação e teve ao longo de sua implantação 3 etapas, como veremos a seguir. Antes de o projeto ser fechado, foi feito um levantamento de características das áreas a fim de definir e orçar os materiais específicos. Todas as etapas de implantação do sistema foram acompanhadas pela equipe e concluídas no prazo estipulado.

Abaixo as etapas do projeto:

Requisitos do projeto de Irrigação

Elaboração de um sistema de irrigação dimensionado para uma área de 4 hectares de cultivo orgânico de hortaliças e árvores frutíferas, localizada no município de Artur Nogueira (SP).

Detalhamento técnico implementado pela empresa

O sistema é setorizado, utilizando aspersores de impacto de ½”, montados em tubos de engate rápido. Esta configuração permite a substituição parcial dos ramais de aspersão semi-fixo por mangueiras de gotejamento a partir dos hidrantes de cada setor. A alimentação dos setores acontece através de uma adutora enterrada e um conjunto moto-bomba que capta de uma represa. O acionamento e funcionamento do sistema são manuais.

Irrigação por aspersão e gotejamento em cultivo de 4 hectares de hortaliças e frutas em Artur Nogueira.

 

Cronograma de implantação:

Embora dimensionado para a área total do projeto, o sistema será implantado em fases. A primeira fase cobre dois setores num total de 0,7 hectares de aspersão em verduras (março 2018). Na segunda fase foi implantado um setor de 0,5 hectares de fita de gotejamento simples em tomates (maio 2019).

A terceira fase envolveu a substituição de 0,3 hectares de aspersão por gotejamento auto-compensado seguido por 0,9 hectares de área de expansão com o mesmo tipo de gotejamento (novembro 2019). Durante esta última etapa foi instalado um conjunto de dosagem de fertilizantes a partir da sucção da bomba.

Resultados e benefícios conquistados:

O clima da região e as características arenosas do solo na área do projeto não permitem que seja armazenada uma quantidade adequada de água de chuva para garantir o cultivo sem irrigação. Sendo assim, o investimento num sistema de irrigação se torna obrigatório. A possível substituição dos aspersores por gotejadores proporciona a economia de água e energia elétrica. O gotejamento ainda traz o benefício da dosagem de fertilizantes via sistema, economizando mão de obra e reduzindo desperdício de insumos. O sistema se adapta facilmente à rotatividade de culturas. Gotejamento pode ser substituído por aspersão em caso de geada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X